Rádio “Orelhinha” (1986)

Rádio "Orelhinha"

iPod? Celular com rádio? Discman? Walkman? Esqueça!
Em épocas em que o rádio mais portátil tinha que ficar apoiado em seu ombro, o “Orelhinha” veio para quebrar um galho.

Mas com um detalhe: Dá pra ver que o foco dele era para se usar em estádio mesmo, pois só pegava frequência AM. Sim, antigamente transmissão de jogo em FM era algo impensável. Por outro lado, a programação das rádios AM era terrível! Confesso que nem sei se a frequência AM existe hoje ainda…

Destaque para o preço: O gibi do Pato Donald custava Cz$ 8,50 e o rádio Cz$ 230,00. Proporcionalmente hoje: O gibi custa R$ 2,95, então o rádio custaria R$ 80,00. Foi um bom apelo, já que era a véspera da Copa de 86, disputada no México.

Publicado em Pato Donald 1763 – Mai/86 – Cz$ 8,50

Sucos Izzy (1987)

Sucos Izzy

Venho por meio desta pedir desculpas publicamente ao sr. Sérgio Mallandro.

Embora você falasse tão bem desse produto no programa Oradukapeta e até mesmo me convencesse a comprar, tamanha a propaganda positiva, nunca consegui entender como era possível sentir prazer num suco tão ruim.

Ou você era um tremendo de um mentiroso ou eu tinha problemas no paladar, não é possível! rsrs

É, eu tentei gostar desse suquinho. Mas não adianta, meu negócio era Coca-Cola e Toddynho mesmo… Alguém aqui compartilha da minha opinião?

Publicado em Wolverine 01 (Mini-série 1 / 4) – Ed. Abril – Jul/1987 – Cz$ 12,00

Mobilete Garelli (1975)

Mobilete Garelli

Embora eu não tenha vivido nos anos 70, nos anos 80 uma mobilete ainda era o sonho de consumo de qualquer adolescente.

Mas eu nunca nem ousei pedir uma para meus pais, pois se com a bicicleta às vezes eu já voltava para casa com o joelho todo estourado, imagine em um veículo motorizado!

Com 50cc de potência, uma motinho dessas não exigia nem emplacamento nem carteira de habilitação. Por isso o apelo onde “o garotão, a menininha ou o irmão mais velho” podiam desfrutar da sensação de liberdade.

Destaques para o look anos 70 da garota da foto, e também de uma época onde “para saber mais” sobre o produto, não existia nem em sonhos um site. Você tinha que preencher o cupom, enviar para então receber um folheto explicativo pelo correio.

E se você quiser saber por onde anda a Garelli, ela ainda existe firme e forte, mas agora em Brasília. O site é http://www.garelli.com.br

Publicado em Mickey 276 – Out/1975 – Cr$ 3,00

Band- Aid Quebra-cabeça Dodói (1984)

O produto mais útil e inútil da face da Terra!

Um daqueles raros produtos que faz tanto sucesso que acaba virando o nome da categoria: você tira uma Xerox ou uma cópia? Você compra uma Gillette ou uma lâmina de barbear? Você acompanha os números do Ibope ou da audiência? Você faz receita com Maizena ou amido de milho? Você come Catupiry ou… ou… ou…(existe algum outro termo utilizado para Catupiry????)

Com relação ao querido Band-Aid (ou curativo adesivo?!), para mim ele sempre foi aquela enganação útil para não mexer em algum corte ou um machucado um pouco maior. Enquanto isso a área protegida “apodrecia” até o band-aid sair no banho ou perder a cola. Podia até ser inútil, mas era muito melhor que passar o abominável merthiolate.O personagem da propaganda é o Dodói, um simpático personagem todo estrupiado que apareceu nos anos 1980.

Publicado em Cascão número 60- Novembro de 1984- Preço da edição Cr$650,00

Falcon 80- Série Olhos de Águia (1979)

Falcon 80- Série Olhos de Águia

A versão brasileira do GI Joe contra o temível gênio do mal Torak.

Você ajudou o Falcon nessa complicada missão ou o mundo ficou nas mãos de terríveis inimigos?

Definitivamente nossas infâncias tiveram muitos perigos e batalhas épicas.*Publicado em Capitão América número 05- Novembro de 1979- Contribuição de Péricles Chiarelli

Iogurte Vigor (1979)

Iogurte Vigor

O anúncio faz parte de uma campanha de sucesso da Vigor nos anos 1970.

No anúncio da TV sempre que a menina provava um dos sabores, levantava uma ou as duas tranças. (Vídeo da propaganda:http://www.youtube.com/watch?v=nhASftJ9hcU)

Um anúncio de tempos mais ingênuos, bem simples, mas muito criativo.*Publicado em Capitão América número 3- Agosto de 1979- Contribuição de Péricles Chiarelli

Picolé Yopa (1980)

Picolé Yopa (1980)

Hummm!!! Como era gostoso o Picolé Yopa nos anos 80.
E ainda tinha esta promoção de prêmios no palito.
O sorvete era muito bom, e a gente ainda ficava torcendo para ganhar um toca-discos, um gravador ou até uma bicicleta.
No meu caso, cheguei a ganhar outros picolés Yopa, o que foi muito divertido também, pois a chance de ganhar aumentava.
Bons tempos…

Publicado no gibi Mickey nº 329 – Março de 1980,