Prestígio com côco de verdade (1971)

propaganda-chocolate-prestigio-1971

Propaganda curta e direta, afinal os poucos e bons ingredientes do produto permitiam! Hoje em dia o slogan precisou mudar para “Um verdadeiro clássico NESTLÉ® que todo mundo adora. Delicioso bombom recheado com coco”. Cadê o chocolate que estava aqui e trocaram por gordura vegetal?

Detalhe para a fonte usada – o S, que parece um Z ao contrário, era o mesmo do logotipo da Nestlé.

Publicado em Zé Carioca número 1021 – Junho 1971 – Preço da  edição Cr$ 0,50

——————

Texto:

PRESTÍGIO

O único com recheio de puro côco natural coberto com o delicioso chocolate Nestlé.

Nestlé faz o melhor chocolate.

Anúncios

Neston (1971)

Neston

O melhor composto alimentar do mundo para comer com banana amassada!

É uma pena que produtos como o Neston não apareçam mais nas propagandas de TV como nos anos 1980 e 1990. Gostaria de ligar uma vez a TV e rever o slogan  “Existem 1001 maneiras de preparar Neston. Invente uma”.

Pelo menos o “Superalimentos dos cereais nobres” continua nas prateleiras de supermercados. Meio escondido, meio decadente, mas sempre disponível para pequenos judocas.

Publicado em Tio Patinhas número 77- Dezembro de 1971- Preço da edição Cr$1,50

Bankuka, cozinha de plástico para meninas (1987)

Bankuka, a cozinha de plástico da Brinquedos Bandeirante
Bankuka, a cozinha de plástico da Brinquedos Bandeirante

A esta altura eu já era grandinha para brincar de panelinha, mas lembro da minha prima brincando com uma Bankuka. Eu achava o máximo existir brinquedos de cor rosa. Quando eu era pequena, as coisas de plástico só vinham nas cores básicas tipo vermelho, amarelo, azul e verde. Brinquedos rosa eram importados com certeza! Não posso terminar sem comentar do cabelo – essa franjinha era um clássico, usei por toda a infância.

Publicado em Luluzinha número 162 – 1987 – Preço da edição Cr$ 36,00

——————

Texto:

Bankuka

Mexa, misture, monte e brinque à vontade.

Você vai adorar esta nova receita de Brinquedos Bandeirante. Bankuka é uma copa/cozinha completa diferente de tudo o que você conhece. São módulos coloridos, para você montar, desmontar e mudar como quiser. Experimente Bankuka. Você só precisa acrescentar uma pitadinha de criatividade. E depois se divertir à vontade com uma cozinha diferente a cada nova brincadeira.

Nescau e as berlinetas dobráveis (1969)

1969: Nescau e as berlinetas dobráveis da Caloi
1969: Nescau e as berlinetas dobráveis da Caloi

Olá caros leitores do blog. Tem gente nova no pedaço, uma Luluzinha em um clube de Bolinhas. Estreio com uma propaganda que foi publicada antes mesmo de eu nascer, mas está valendo porque fui muito fã de Nescau (hoje prefiro Toddy).

Não sei o que acho mais legal nessa propaganda:

1) o visual da menina de cabelo curtinho

2) as bikes dobráveis, vermelhas e de nome berlineta (a minha primeira foi vermelha E dobrável, mas Monark)

3) a xícara na lata (<3) de Nescau ser de porcelana com listras azuis!

Sobre o texto, eu já tinha começado a rir da inocência da brincadeira de ganhar a bicicleta e voltar pra casa pra tomar mais Nescau, mas no fim achei que foi criativo e bem colocado. Afinal, naquela época distribuir mil vales-brindes eram prêmios à beça! PS: será que algum destes sortudos passam aqui pelo blog? Se aparecer, deixe um comentário e conte como foi ganhar!

Publicado em Pato Donald número 916 – Maio 1969 – Preço da  edição NCr$ 0,40

——————

Texto:

Nescau faz a festa

NESCAU dá 1.000 berlinetas Caloi-dobráveis

Você bebe Nescau que é gostoso, nutritivo e saudável. E de repente, encontra na lata o seu vale-brinde e ganha uma berlineta Caloi-dobrável. Aí você leva sua bicicleta para casa. Passeia feliz com ela. E vai precisar beber mais Nescau. Afinal, andar de bicicleta exige energia à beça. E então, sabe o que pode acontecer? De repente você ganha outra bicicleta. E começa tudo de nôvo.

Beba NESCAU e ganhe a sua.

Linha Phebo Turma da Mônica (1975)

Phebo 2

Havia um antigo comercial que dizia que “liberdade é uma calça velha, azul e desbotada”. Até que faz sentido… mas na minha infância felicidade mesmo era tomar um banho após brincar o dia inteiro na rua com esse shampoo de formato estranho, tampa amarela e suave perfume.

A propaganda retrata o lançamento da linha Phebo Turma da Mônica. Uma multidão de crianças correram para o super-mercado (com hífen mesmo, como na propaganda) e conheceram uma linha própria para o público infantil que marcou época.

Mas foi a Paula a primeira que viu. Em 1975!

Phebo Turma da Monica

Publicado em Mônica número 62- Junho de 1975- Cr$2,50

Laerte na Gibiteca de Santos (#Dica)

laertegibiteria

Uma dica para apaixonados por quadrinhos: neste domingo (22/09), a Gibiteca de Santos recebe o quadrinista Laerte.

Laerte apresenta a HQ “Vizinhos”, graphic novel recém-lançada e a mais extensa história já feita por Laerte. O evento ocorre a partir das 17:00 e a entrada é gratuita.

Gibiteca Municipal “Marcel Rodrigues Paes”

Av. Bartolomeu de Gusmão,0 – Posto 5, Santos

Géléinha (1986)

Image

Mais uma da série “Trauma de Infância”!

Estava escrevendo um texto extremamente rico e pessoal sobre a Géléinha quando descobri que ela ainda está a venda por aí!

Alguém sabe alguma loja de brinquedos que abre aos domingos?!?!
Dia das crianças está aí e eu conheço o sobrinho de um amigo de um primo do meu tio que gostaria muito de ganhar uma dessa aí!

P.S = Já perceberam como a variedade de lojas físicas de brinquedos estão diminuindo? 

Publicado em Superamigos 12 – Cz$ 10,00 – Abr/86