Mônica da Mimo (1986)

Mônica da Mimo (1986)
Mônica da Mimo (1986)

Essa boneca, ou melhor, coleção de Mônicas, fez o maior sucesso entre as meninas na época. A qualidade era muito acima do padrão, principalmente as roupinhas. A que vinha com capa de chuva transparente era o máximo! E a com uniforme escolar e bolsinha? Era difícil escolher a preferida. Só não curtia a Mônica com roupa e boné de moleque. Mas nem adiantava sonhar, porque eu herdei uma Mônica dos anos 60 ou 70 de quando minha tia era criança e pronto. Pra quê mais uma?

E o que dizer deste logotipo da Mimo!? Demais 🙂 Será que esta empresa ainda existe?

Publicado em Almanaque da Turma da Mônica número 31 – novembro 1986 – Preço da edição Cz$ 7,00

——————

Texto:

Leve a Mônica da Mimo.
Esta boneca não está no gibi.

A Mônica da Mimo está querendo um colinho seu. Tem a Mônica Alegre, a Sonhadora, a Sapeca e a Bravinha, cada uma com uma roupinha diferente. Vai ser o maior barato brincar com uma delas. Ou com todas.

 

Anúncios

Spider-Man Collection (1997)

Image

Qual seria a melhor maneira de lançar uma coleção nova e de valor significativamente considerável e obter um bom retorno?!?!?

Acertou quem disse F-A-S-C-Í-C-U-L-O-S!!!

Spider-Man Collection foi lançada em 97 pela editora Abril e era uma coleção em 16 volumes que apresentava histórias clássicas do Aranha e que trazia como “brinde” um VHS com a última série animada do teioso (naquela época). Isso mesmo!! O brinde era a fita com o desenho do Homem-Aranha (nessa época, o conceito de download, torrent ou algo parecido ainda nem tinha sido concebido!)

Minhas memórias sobre essa coleção? Tive que vender muito passe escolar só pra comprar o número 1! 
P.S = A série também era exibida na Tv Colosso. Daí só precisei fazer um curso intensivo pra aprender a programar o videocassete lá de casa!

Publicado em A Teia do Aranha 94 – R$ 2,50 – Ago/97

Moedas de todo o Mundo (1992)

Imagem

(Uma coleção de $$$ de verdade!)

E hoje no PDG: -Coleções!

Por que colecionamos?!
Serão as coleções uma exclusividade dos seres humanos?!
Quem coleciona mais!? Homens ou mulheres?!!?
Conheça a história de um colecionador que vendeu todas as suas coleções para (Pasmem!!) começar outras novas!!!

Publicado em Revista da Xuxa 40 – Cr$ 2.300,00 – Abr/92

Geléia de Mocotó Inbasa (1982)

Image

Preciso começar com um “Mea culpa”!
Eu nunca experimentei a geléia de mocotó Inbasa!!
Dois são os fatores que justificam essa falha.
Era muito enjoado pra comer e fui criado no carpete da casa da minha vó!
Por conta disso, precisei recorrer à sempre infalível Wikipedia pra descobrir o que diabos seria um mocotó (não estou falando daquele “inesquecível” personagem da malhação).

Lá vai = …é um prato tradicional baseado em patas cozidas sem casco ou extremidades de bovinos…

A dúvida que ficou desse achado foi a seguinte: Será que alguém arriscaria uma propaganda (em qualquer meio) para um produto desse tipo?!!?

Publicado em Homem-Aranha 43 – Cr$ 110,00 – Jul/82

E você, não vai brincar de Lego? (1986)

Propaganda de Lego (1986)
Propaganda de Lego (1986)

Confesso que fui atingida na veia pelos primeiros anúncios de Lego que começaram a aparecer nos gibis. Os publicitários acertaram perfeitamente na mensagem. Desde que vi o ‘mundo de possibilidades’ que o brinquedo permitia, eu gamei! Pedi o meu para o papai, como eles adoravam escrever, e brinquei longas tardes e finais de semana com as pecinhas coloridas. Foi um dos meus brinquedos favoritos, essa propaganda trouxe ótimas recordações.

Publicado em Almanaque da Turma da Mônica número 31 – novembro 1986 – Preço da edição Cz$ 7,00

——————

Texto:

A Camila fez um gatinho.
O Júnior fez um teco-teco.
O Alex fez um navio.
E você, não vai brincar?

Vamos brincar de fazer um mundo de coisas? Então vamos. Peça para o papai os brinquedos de montar Lego. Eles são tijolinhos coloridos para encaixar uns nos outros. E têm dois jeitos de montar: copiando dos desenhos que vêm na caixa ou criando o que quiser. Imagine que dá para fazer até cidades inteiras com eles! Não é superlegal brincar disso? Brinquedos de montar Lego. Com eles, você vai fazer coisas ainda mais bonitas do que o gatinho da Camila, o teco-teco do Júnior, o navio do Alex… LEGO. Todo dia uma nova brincadeira. Produzido na Zona Franca de Manaus.

Instituto Mundial de Ensino (1988)

Instituto Mundial de Ensino

Da série: “Que diabos isso aí faz em um gibi?”

Quem colecionava gibis da Disney nos anos 1980 deve recordar das onipresentes propagandas (com suas historinhas) do Instituto Universal Brasileiro. Eu detestava aquilo e ignorava sempre aquelas 4 páginas no meio do meu gibi.

Mas não era só o IUB que aparecia com seus cursos profissionalizantes nas HQs, geralmente encontrávamos também propagandas do Instituto Monitor e deste tal Instituto Mundial de Ensino.

Nunca entendi muito bem porque essas propagandas apareciam no meu gibi. Será que era permuta ou algo do tipo? Imagino que muitos adolescentes também liam gibis, mas será que eles eram um bom público-alvo para os anúncios?

Bacana é o nome da entidade: Instituto MUNDIAL de Ensino. Quando eu criar uma empresa vou colocar um exagero do tipo, algo como Empresa Global de Alimentos ou Sistema Intergalático de Educação. Propaganda é a alma do negócio!!!! hehehe…

Publicado em Chico Bento número 49- Dezembro de 1988

Comer bem para viver bem (1986)

Publieditorial de Hellman's e Karo (1986)
Publieditorial de Hellman’s e Karo (1986)

Olha só! Desde os anos 80 já se faziam publieditoriais em revistas, mas a Abril chamava de “promoção”. Esse anúncio de duas páginas estava mais ou menos no meio da revista, onde em geral estavam as seções de cartas ou brincadeiras dos almanaques e gibis. Esta inserção foi apoiada pelas marcas Hellmann’s e Karo. Elas não são citadas no texto, mas os logotipos aparecem no cantinho e o personagem principal aparece em dois momentos consumindo os produtos. Me parece até mais sutil do que as intervenções que são feitas hoje em dia.

Publicado em Almanaque da Turma da Mônica número 31 – novembro 1986 – Preço da edição Cz$ 7,00