Guaraná Champagne Antarctica (1963)

Mais uma contribuição genial do Victor235. Cá entre nós, amamos as propagandas que eram veiculadas em forma de história. E sempre com algo a ensinar. Dessa vez, sobre o peixe Poraquê.

O peixe elétrico acendeu uma lâmpada de ideia luminosa na mente das crianças: Tomar um Guaraná Champagne (alguém mais tem saudade desse nome?)

Publicado em Zé Carioca 631 – 10 de dezembro de 1963 – Cr$ 50,00

_Propaganda Guaraná

Galak (1964)

Nosso amigo, colaborador e ‘enciclopédia Disney ambulante’ Victor235 desenterrou uma tirinha SENSACIONAL (e até então inédita para mim) do chocolate Galak com personagens Disney.

Trata-se de mais uma daquelas propagandas cujo desenho era feito de forma “caseira”, sem utilizar os desenhistas que de fato produziam as histórias do gibi. Isso é possível de ver na proporção dos personagens e no traço. Vide, por exemplo, o Lampadinha, como está diferente.

E que engraçado mais uma vez apresentarem um chocolate como sendo um nutritivo. Bem… se de fato nessa época eles usavam os ingredientes mencionados (melhor chocolate do mundo e puro leite), talvez fosse mesmo. Hoje, com as “novas fórmulas”, infelizmente só temos gordura e açúcar.

Quero experimentar o Galak de 1964 já!

Publicado em  Zé Carioca 659 – 23 de junho de 1964 – Cr$ 60

Galak

Tênis Iris (1963)

Bacana essas propagandas onde a Disney autorizava o uso dos seus personagens, mas quem desenhava não eram os desenhistas oficiais. Por isso, note a proporção entre a cabeça de Donald e seu braço, bem como o tamanho de seus sobrinhos! Ficou engraçado. haha

Outros destaques nostálgicos:

  • Identificar o tênis pelo desenho da sola.
  • Comprar um tênis na cor “havana” (que cor é essa?)
  • E o número de telefone com apenas 6 dígitos. Acredite: um dia foi assim.

Também achamos engraçado o início do texto: “Grande jogada é um par de tênis (ou basquete) IRIS.” Hã? Confesso que não entendemos essa.

Fato é que havia muita inocência no marketing. Nos textos e nas figuras. Bons tempos.

Publicado em Zé Carioca 615 – Agosto de 1963 – Cr$ 40,00

propaganda_iris

Borrachas Mercur (1968)

propaganda mercureHouve um tempo onde as crianças escreviam a lápis na escola, e os erros poderiam diminuir sua nota. A aparência do caderno importava, e bastante!

Por isso, uma borracha macia fazia realmente a diferença. Agora, a tal borracha que apagava escrita de caneta parece ser somente uma lenda… hahaha

Publicado em Mickey 191 – Setembro de 1968 – NCR$ 0,50

BIS e Cupido Lacta (1966)

propaganda BIS Lacta
Que o BIS é um clássico, todos nós sabemos! Agora, quem vai entregar a idade e assumir que é da época dos chocolates Cupido Lacta? E ainda nos sabores Morango e Limão!
 
Gostaram também da apresentação da marca? “Chocolate Alimento”. Na minha infância, nos anos 80, minha mãe já não pensava assim não… kkk
 
E detalhe: Nessa época o BIS era maior. Ele tinha pelo menos mais uma camada de wafer dentro, e claro, mais uma de chocolate. Infelizmente a maquiagem de produtos reduziu o tamanho de tudo nos últimos anos.
Publicado em Mickey 165 – Julho de 1966 – Cr$ 300
 

Nescau – Bolas Grátis (1966)

Pato Donald 766_QP_32

Juntar rótulos e enviar por carta para trocar por prêmios! Quem nunca? Nas décadas de 80 e 90 isso era muito comum (este que vos escreve fazia isso com toda promoção que encontrava) mas pelo jeito a prática vem de décadas antes!

Nescau sempre foi um dos campeões nesse tipo de promoção. Bora juntar 10 rótulos?

Publicado em Pato Donald 766 – 12/07/1966 – Cr$ 150

Lancheira e Estojo Atma (1966)

Atma

A inocência de uma época onde se levava para a escola a “garrafinha de leite tampada com rolha”, bem como “compasso e transferidor” na lista de materiais.

Algumas coisas curiosas sobre a propaganda:

  • O destaque para o “plástico inquebrável” dos produtos;
  • A inclusão de um mapa-mundi no estojo para ajudar as crianças;
  • O fato de o produto ser desenhado e não existir uma foto real dele. Em 1966, usar uma foto em um anúncio devia ser um trabalho muito caro. Lembrem-se de que não existia computadores pessoais e programas de edição de imagem, o que certamente encarecia muito o serviço. Um desenho deveria ser mais fácil de publicar.

Sentiu-se velho? Já parou para pensar que para um adulto nos anos 80, essa já poderia ser uma propaganda nostálgica? É, meus amigos… esse anúncio tem nada mais nada menos do que mais de meio século de existência.

É o Blog Propagandas de Gibi trazendo de volta o passado para vocês!

Publicado em Pato Donald 766 – 12/julho/1966 – Cr$ 150