Chicletes Adams (1958)

Chiclets Adams
Chicletes Adams

Houve uma época em que ninguém conhecia Roberto Carlos, simplesmente pelo fato de que ele ainda não havia iniciado sua carreira musical. Talvez você pense: “Meu Deus! Quando foi isso?” Pois é… Foi uma surpresa para mim descobrir que os Chicletes Adams existem desde essa época. Com tantos “vai-e-vens” de produtos considerados clássicos, eu considero um verdadeiro milagre um produto tão pequeno perdurar por pelo menos 57 anos nas prateleiras dos comércios sem praticamente nenhuma alteração. Até a caixinha amarela continua a mesma.

Eu acho engraçado que as propagandas dessa época mostravam crianças se divertindo, e o produto anunciado prometia energia e força. Isso fazia sentido com o Nescau (que continha vitaminas), sucos naturais e afins, mas… o que um chiclete tão pequeno poderia conter para provocar uma “virada de jogo” e tornar um time campeão? Será que o sabor do chiclete era de espinafre (do Popeye?)

A única coisa condizente é ter a boca fresca e a garganta aliviada. Isso faz todo o sentido, pois quem já experimentou sabe que esse chicletinho é pequeno mas proporciona essa sensação. Tão deliciosos! Tão refrescantes!

Publicado em Mickey 72 – Setembro/1958 – Cr$ 10

Anúncios

No Dia das Crianças, a gente quer brinquedo!

Brinquedo é presente de Dia das Crianças
Brinquedo é presente de Dia das Crianças

Presente preferido de Dia das Crianças sempre foi brinquedo, não é? Afinal, tem alguém aqui que achava legal ganhar meia ou pijama? Para este Dia das Crianças de 2013, relembramos algumas das propagandas de brinquedo que invadiam os gibis entre 1969 e 1993. Quem é que não gastava horas olhando (e sonhando com) cada um dos quadradinhos de brinquedos do catálogo da Estrela? Tem muita coisa legal para rever, aproveitem!

Deixem nos comentários suas lembranças! O blog está muito quieto, queremos ouvir vocês 🙂

Laerte na Gibiteca de Santos (#Dica)

laertegibiteria

Uma dica para apaixonados por quadrinhos: neste domingo (22/09), a Gibiteca de Santos recebe o quadrinista Laerte.

Laerte apresenta a HQ “Vizinhos”, graphic novel recém-lançada e a mais extensa história já feita por Laerte. O evento ocorre a partir das 17:00 e a entrada é gratuita.

Gibiteca Municipal “Marcel Rodrigues Paes”

Av. Bartolomeu de Gusmão,0 – Posto 5, Santos

Cola Tudo Duco (1961)

cola duco dupont

Alguém chegou a usar a Cola Tudo Duco? Não me lembro dessa cola, acho que sou do tempo da Cascolar, Tenaz e Pritt.

E reparem nessa fonte estilo “Coca Cola” copiada descaradamente no produto? Tá certo que era 1961, mas… shame on you, Du Pont!!! hehehe…

Publicado em O Pato Donald apresenta Zé Carioca- Junho de 1961- Preço da edição Cr$15,00

Chicle de bola Adams (1968)

adams

Um dos diferenciais no dificílimo processo de compra de um chiclete no século passado era saber qual deles fazia a maior bola! (Nem que para isso colocássemos 38 chicletes ao mesmo tempo na boca)

A patrulha do politicamente correto odontológico ainda estava muito distante e o cachorrinho da propaganda poderia ficar impressionado com as bolas de chicletes que faziam as crianças levitarem. Outros tempos…

Quanto ao chiclete da Adams anunciado confesso que tenho lembranças nulas a respeito dele. Da Adams só me lembro do clássico Mini Chicletes, Bubbaloo e daquelas caixinhas com duas ou doze unidades. Alguém chegou a mascar (e fazer bolas) com o chicle deste post?

Contribuição do grande amigo mascador de chicletes Marco Antônio!!!- Publicado em Nick Holmes n° 46- 1968

Guaraná Champagne Antarctica (1962)

image_1

Posso estar ficando muito velho, mas sinto falta do “champagne” no nome do Guaraná Antarctica.

Em 1962, o Guaraná Antarctica ainda não era a energia que contagia, não patrocinava a Seleção Brasileira ou tampouco Pelé, não fazia parte de um conglomerado global e colossal e era somente o refrigerante champagne para beber em um jantar familiar.

Provavelmente nos dias atuais ninguém verá mais uma propaganda com os dizeres “o shampoo da família brasileira” ou “o smartphone da família brasileira”.  Os tempos são outros e nos tornamos mais individualistas com o ônus e o bônus que isto representa.

O guaraná ainda existe firme e forte, mas parece que a “brasa” agora é outra. Mora?

Publicado em O Pato Donald apresenta Zé Carioca número 579- Dezembro de 1962- Preço da edição Cr$30,00

Biscoitos São Luiz (1968)

Biscoitos São Luiz

Antigamente os biscoitos da Nestlé (São Luiz) tinham o exclusivo croq interplanetário. Então pra que vitaminas ou proteínas?

Propaganda de um tempo em que até os extraterrestres saboreavam biscoitos!

Publicado em Nick Holmes- 1968

* Contribuição do amigo deste planeta Marco Antonio Silva