Natal com Brinquedos Estrela (1977)

Image

E não é que está chegando outro fim de ano?!!
É meu amigos… De repente, a vida engata um Mach 3 e fica aquela sensação de vida vista pela janela de um táxi.

E o que chega com o fim de ano?!
Alguém arrisca?!?!

Acertou quem respondeu: – “Tradições de fim de ano!”

Amigo secreto da firma, comercial da Dolly com o seu papai noel de roupa verde, aquela música da Simone, Esqueceram de mim ou Férias frustradas de natal… O que seria do meu fim de ano se essas pequenas certezas?!?!

Quais são as tradições/ rituais de você?!
Alguém aí descobriu os brinquedos “secretos” presentes na propaganda?!

Publicado em Mickey 302 – Cr$ 7,00 – Dez/77

Playmobil medieval (1977)

Playmobil medieval (1977)
Playmobil medieval (1977)

Morri com esse anúncio. Eu e o meu irmão tínhamos  o rei, a rainha, a donzela e o arqueiro. Lembro tão bem das coroas, que encaixavam perfeitamente no cabelo do Playmobil – um clássico. Eram prateadas, mas depois de tanto brincar perdiam a camada de tinta e exibiam o plástico verde por baixo. O baú da donzela abria e fechava, lá a gente guardava as taças. A cestinha de palha era muito legal também, o fundo era encaixado (eu adorava desmontar qualquer peça que permitisse, incluindo separar as ‘perucas’). E seguindo a a lógica do vestido das mulheres Playmobil, que tem um caimento perfeito, os tecidos das capas da realeza e do chapéu da donzela tinham um movimento plasticamente congelado para a eternidade. Muito bom!

Publicado em Pelezinho número 3 – outubro 1977 – Preço da edição Cr$ 6,00

———

Texto:

A turma está aumentando

O seu novo amiguinho Playmobil é o Rei, a Rainha, a donzela, o arauto, o caçador e o arqueiro.

Playmobil System Trol, seu novo amiguinho.

Colaboração: www.playvender.blogspot.com

 

Playmobil Trol (1977)

Playmobil Trol (1977)
Playmobil Trol (1977)

O texto do anúncio está correto, com playmobil “a brincadeira não acaba mais”. Eu e meu irmão passávamos horas, tardes, brincando de Playmobil. Acho que a gente só parava na hora de jantar, porque minha mãe cansava de chamar. Nossa brincadeira favorita era de “guerra”. A gente dividiamos tudo o que tínhamos, colocávamos em cima de uma prancha de futebol de botão e a linha do campo era a divisória entre os dois povos. Pegávamos miolo de pão e enrolávamos bolinhas para fazer munição e atirávamos de um lado para o outro. Muito bom, só com Playmobil mesmo, Lego não servia pra isso – e, bom, também a gente tinha crescido!

Publicado em Mônica número 82 – fevereiro 1977 – Preço da edição Cr$ 5,00

———

Texto:

Genial! O caminhão polícia playmobil mais o basculante e o dos construtores são diferentes de tudo o que você já viu. E as motocas são uma parada. Este é o famoso fort union para você brincar com a cavalaria e os índios playmobil. Com imaginação e playmobil a brincadeira não acaba mais. Aí está a casa do oeste. Tem também a delegacia e o armazém. Com a cidade playmobil, o xerife, a mocinha e a turma do barulho, você cria e vive estórias maravilhosas. Playmobil, o brinquedo que faltava.

Colaboração: www.playvender.blogspot.com

Viaje Cometa (1977)

Viaje pela Cometa (1977)
Viaje pela Cometa (1977)

Lindo anúncio! Um azulzão bonito, uma ilustração delicada, três palavras (Viaje pela Cometa) e assinatura do ilustrador. Só.

Aliás, a ilustração é de Cesc, ou Francesc Vila Rufas, um catalão que nasceu em 1927 em Barcelona. Não achei muita coisa sobre ele, muito menos sobre ter morado no Brasil. Especulo então que possa ter alguma coisa a ver com o Francesc Petit, o P da DPZ, que também era catalão.  Alguém?

Publicado em Zé Carioca número 1333 – 1977 – Preço da  edição Cr$ 3,00

Front, jogo de tabuleiro da Estrela (1977)

Front, jogo da Estrela (1977)
Front, jogo da Estrela (1977)

Como aprovaram este texto? O cara bom da agência estava de férias quando chegou este job. Não deu a mínima vontade de brincar, quanto mais ter este jogo (naquela época tinha que escolher um só pra ganhar). E, pra piorar, eles ainda apelam para o clássico “Peça para o papai”. Ou então esse jogo devia ser muito chato mesmo. Alguém conheceu?

Publicado em Zé Carioca número 1331 – mês 1977 – Preço da  edição Cr$ 3,00

——————

Texto:

A Estrela está convocando todos os cabos, tenentes, coronéis e outros oficiais para assumirem suas posições. Começaram as grandes jogadas do front.

O Front, da Estrela, é o jogo das grandes manobras. É para ser jogado entre dois concorrentes: cada um dispõe de um exército inteiro para derrotar o inimigo. Com generais, coronéis, tenentes e soldados para você preparar as manobras e eles executaren. Ganha o jogo quem consegue pegar a bandeira inimiga. Vamos lá. Peça o Front, da Estrela. E convide desde já o papai para jogar com você. É a primeira grande jogada que você pode preparar.

Viação Cometa “O Teste da Mola” – (1977)

Em 1977 eu tinha 12 anos e gostava de ficar vendo os ônibus da Cometa passando pela Castelo Branco, em Osasco/SP, onde curti toda a infância.

Ia de bicicleta, levava um caderno de desenhos e lápis preto, olhava os ônibus às margens da rodovia  e começava a desenhar, Imagine um mundo sem internet e sem uma câmera digital.

Apenas uma criança na beira da estrada, vendo o ônibus da Cometa de perto, para desenhar no caderno. Que vontade que eu tinha de viajar no Cometa, que fazia a linha até Sorocaba.

Depois, eu cresci e tive a oportunidade de viajar sempre confortavelmente nos ônibus desta empresa. Ficou a saudade daqueles tempos…

“O Teste da Mola” é uma propaganda marcante dos gibis daquele tempo, muita gente lembra disso…

Publicado em Pato Donald nº 1346  de 26/08/77 – Cr$ 3,00

 

Falcon, o herói de verdade – Estrela (1977)

Falcon, o herói de verdade - Estrela (1977)

Com 12 anos eu gostava de brincar com meu bonequinho de paraquedas que vendia na feira. A gente enrolava o barbante e jogava para cima para ver o danado “cair com estilo”.

Já o Falcon era mais sofisticado, um brinquedo para uma ocasião especial como Natal ou aniversário. Vendia nas Lojas Americanas, na Mesbla ou no Mappin, mas eu nunca tive.

Cheguei a brincar de Falcon com um amigo que emprestava nas tardes que passávamos todos juntos após a escola. A Estrela sempre sabia o que a gente queria, incrível isso…

Publicado no Tio Patinhas de nov/1977 – Cr$ 9,00.