Balas Sugus (1982)

Balas Sugus

Outro hit da década de 80!

Sugus eram balas de caramelos criados pela empresa Suchard e seu nome é derivado do verbo suge (do escandinavo = chupar). Era vendida de 2 formas: embalagem parecida com a do “drops” Halls ou num pacotão com os sabores sortidos. Pesquisando um pouco sobre ela e outros produtos de antigamente um detalhe chama a atenção: lá na década de 80, os produtos costumavam ser embalados 2 vezes. Uma embalagem relacionada a marca e outra para proteção mesmo. As balas Sugus são um exemplo disso (me lembrei também do chocolate Surpresa e do Suflair).

Como era um jovem mancebo nessa época, lembro que havia uma série de procedimentos para o consumo de balas e chicletes. O principal era ter muito cuidado e degustar bem devagar para que não engolisse antes da hora e tivesse minhas tripas grudadas, morresse sufocado ou que descesse por engano para um dos meus pulmões. O que?! Minha mãe paranóica?!?! Claro que não!

Saudades dessa bala? Aparentemente, ela ainda é comercializada em Portugal, Espanha e Argentina. (alguém aí sabe a alíquota de imposto para importação de balas?)

Publicado em Zé Carioca 1585 – Mar/82 – Cr$ 45

Anúncios

Chicletes Mini Adams (1982)

Chicletes Mini Adams

A marca Adams foi a responsável pela apresentação da goma de mascar ao mundo moderno.

Thomas Adams Junior, fotógrafo e inventor nas horas vagas é o nome por trás de tudo.

Assim como outras invenções, a criação do chiclete foi algo que simplesmente aconteceu. Adams quando descobriu o que viria a ser o chicle, primeiro tentou utiliza-lo de diversas outras formas, como na fabricação de brinquedos, máscaras, botes infláveis e pneus.

Um dia, Adams estava numa farmácia e viu uma menininha pedindo um pedaço de cera parafinada para mascar… o resto você já pode imaginar!!

P.S: As farmácias de antigamente não eram tão diferentes quanto as de agora. Elas vendiam de tudo também.

Publicado em Zé Carioca 1585 – Mar/82 – Cr$ 45

Margarina Claybom (1982)

Margarina Claybom

Quando você era pequeno tomava café com leite e pão com manteiga no café da manhã?

Qual “manteiga” (denominação que dávamos para as margarinas em geral) você usava? A Doriana, para tentar desenhar um rostinho feliz com a faca, tal qual o comercial de TV, ou a Margarina Claybom, da Menininha Nhac? Ambas eram as “rivais” da época. E alardeavam seus produtos nos gibis também.

Pelo menos para mim, ambas as margarinas tem sabor de nostalgia. Café com leite e pão com manteiga era o meu lanche da tarde na casa da vovó.

Essa propaganda mostra revistas de passatempos e historinhas com a menininha Nhac que você podia ganhar simplesmente trocando as tampas da margarina no mercado. Não cheguei a ter essas revistas.

A propósito, Claybom era uma marca de propriedade do seu criador, Anderson Clayton. Daí foi adquirida pela Gessy-Lever em 1986, que depois virou Unilever… e por fim a Unilever vendeu a marca para a Perdigão em 2007. E que irônico: A Doriana, sua concorrente, no meio do caminho também virou marca da Unilever e também foi vendida para a Perdigão no mesmo pacote em 2007. É a tal da globalização… =\

Publicado em Pato Donald 1614 – Out/82 – Cr$ 75,00

Anúncio Misterioso (1982)

Quando falamos em gibis da Turma da Mônica, que tipo de propaganda você espera encontrar? Produtos fofinhos com personagens fofinhos? É… nem sempre a coisa funciona assim.

Desenterramos uma propaganda que parece ter vindo do “Arquivo X” das propagandas sinistras de gibis. Algo que talvez nunca associaríamos a uma revista da Mônica. Mas sim, ela estava lá.

Não sabemos do que se trata. Mesmo após ler o texto, tudo ainda permanece obscuro. Parece um esquema piramidal. O objetivo do “trabalho” oferecido não é descrito com clareza. Cabia ao incauto leitor da época a tarefa de entrar em contato com o grupo e, literalmente, pagar pra ver!

Você pensa que tais esquemas obscuros são exclusividades de nossa época, com os golpes via internet? Não… eles já existiam em Agosto de 1982 e eram publicados – isso mesmo – na revista da Mônica número 148, da Editora Abril.

Publicado em nome do Flavinho.

Boa sorte e seja bem vindo!!