Yakult (1994)

Image

(ou Manhêêê?! Por que eu não posso tomar dois?!?!)

E a resposta era: Não pode porque isso aí é remédio!!

Essa resposta nunca me convenceu, mas eu sempre parava por aí.
(Afinal, não queria ficar de castigo e de “bunda quente”!)

Muitos anos depois eis que descubro que não estava sendo enganado. O Yakult realmente é um “remédio” e surgiu lá no Japão em 1935 (depois de 10 anos de pesquisas realizadas pelo honorável Dr. Minoru Shirata).
A motivação do Dr. Shirata era combater um surto de infecções no intestino que assolava o Japão.
A descoberta dos Lactobacillus casei Shirota causou uma revolução na medicina da época e o resto é história!!
(inclusive as moças do Yakult foram “inventadas” nessa época também!)

Esses japoneses!!! Sempre deixando o resto do mundo pra trás e de boca aberta!!

P.S = Não me lembro de nenhuma outra propaganda do Yakult! Será que essa aqui foi uma resposta a chegada do Chamyto?!

Publicado em Cascão 182 – Cr$ 240,00 – Jan/94

O Retorno do Super-homem (1994)

Image

Porque domingo era dia de acordar cedo e ir até a banca de jornal com o meu pai para buscar o jornal (e com sorte ganhar um gibizinho também)!!

P.S = Pra conseguir essa aqui tive que praticar muito a arte da dialética!!

Publicado em Capitão América 184 – R$ 1,45 – Set/94

Salgadinhos do Becão e Bicão (1994)

Senninha 3- abr 1994- Cr$= X5 ver tabela

Provavelmente ninguém se lembra desse salgadinho. Talvez um dos produtos mais obscuros da história.

Senna era o maior ídolo de país que acumulava derrotas diárias para a inflação, violência, política, gramados, cotidiano, etc, etc. Entre 1988 e 1991 era um esportista que parecia mais vencedor do que o próprio país que ele representava.

Em 1994, Senna assumia o cockpit da (aparentemente) imbatível Williams. O quarto título parecia uma barbada e em fevereiro do mesmo ano era lançado o gibi do Senninha. Uma nova “sennamania” estava no horizonte e seríamos felizes para sempre na Fórmula-1.

Infelizmente não foi nada disso que aconteceu. O gibi até que resistiu por mais alguns anos nas bancas de jornal, mas com a morte do piloto muitos negócios duraram pouco ou foram interrompidos.

Becão e Bicão eram os cachorros gêmeos do Senninha nos gibis e estrelaram este estranho salgadinho em formato de osso. Confesso que não faço a menor ideia do gosto que tinha.

Este produto ganha o prêmio de maior fracasso da Elma Chips? Coloco ele no pódio junto com Poffets (pipoca fria temperada) e o Pegaditos (formato de pegada de dinossauro(?!)).

Publicado em Senninha número 3- Abril de 1994- Preço da edição Cr$= X5 (preço tabelado devido a inflação galopante daqueles tempos. O preço de uma revistinha não podia ser igual durante todo o mês…hehehe)

Expansões Hero Quest (1994)

Expansões Hero Quest

Expansões do Hero Quest (ou continuações de um dos jogos mais legais do mundo!)

Todo mundo aqui se lembra do Hero Quest? (Não!! Dê uma olhada nas postagens antigas. Se você tiver o coração puro, você irá encontrar!)
Os jogos de RPG funcionam de forma parecida a um software ou os games atuais. Você podia “atualiza-los”!!
No caso de jogos de tabuleiros = Expansões.
No caso de Hero Quest = Missões Extras baseadas/ complementando o jogo original.

O motivo dessa publicação é extremamente pessoal.
Na época do lançamento do Hero Quest, não consegui convencer meu pai de como esse jogo era essencial para minha felicidade e bom desempenho na escola.
Resumo da ópera = Nunca consegui ter esse jogo e brinquei com ele umas 2 vezes por causa de uma vizinha. Depois ele desapareceu das prateleiras e se tornou 1 item de colecionador.
E eis que em 2013 eu FINALMENTE consegui compra-lo e hoje sou 1 cara muito mais feliz!!

P.S = Notaram a chamada do anúncio?!
O que será que eles quiseram dizer?

Publicado em Wolverine 32 – R$ 1,45 – Out/94

Beavis and Butt-Head (1994)

Beavis and Butt-Head (1994)

Huh huh! Os dois personagens mais estúpidos que já passaram pela TV. Não tinha como não rir de tanta burrice e dos comentários que eles faziam dos clipes da MTV. Fora o fato de não conseguirem pegar nenhuma mulher, claro. “Wow, we’re gonna score!” Sem chance…

Me lembro de assistir escondido da minha mãe esse desenho, no remoto ano de 1995. “Tem muito palavrão, moleque!” (Não eram tantos. Nem chega ao dedo mindinho do que é South Park.)

Eu tinha que ir na TV da cozinha, que era a única que pegava a MTV – com um bombril na ponta da antena, óbvio. O desenho passava 22:30, e não no horário que está aí. Esse horário é de 1994.

Um grande clássico, tanto que voltou a ser produzido no ano passado.

Repare no rodapé: “Um desenho adulto”. Bem, talvez por isso esteja na revista do Batman e não da Mônica…

Publicado em Liga da Justiça e Batman 01 – Ago/1994 – R$ 1,55

Coleção Duendes (1994)

Ao redor do mundo eles são conhecidos por nomes bem diferentes. Na Escócia são os Brownies (o mesmo nome do bolinho), na França são os Nain Rouge, na Irlanda são os Leprechauns… por aqui são os bons e velhos duendes! Não me lembro exatamente se houve um fato marcante (tipo um programa ou desenho), mas no início da década de 90 houve um certo burburinho com duendes aqui no Brasil. De repente, nós tínhamos até lojas especializadas (cof, cof! Alguém falou “Além da Lenda”) … lembro até de uma decoração de natal num shopping perto de casa onde os duendes eram tão ou mais importantes que o bom e velho Noel! Essa linha de produtos da Faber Castell (creio eu) veio na rasteira deste momento. Saudades desses pequeninos? Façam uma visita! Não vão me dizer que esqueceram aonde eles moram?!?!!?

Publicado em Homem Aranha 2099 6 – Mar/94 – Cr$ = A17 – Veja Tabela

Band-Aid Disney (1994)

Temos agora mais um maluco nostálgico que irá fazer parte de nossa trupe: Flavinho Junior.

Com isso continuamos nossa missão na Terra de resgatar a memória da publicidade realizada em gibis (e também as nossas memórias infantis).

Para marcar sua estréia, um anúncio de um produto que talvez algumas pessoas se lembrem: Band-Aid Disney.

Muita gente pode até achar que band-aid não servia para muita coisa, mas até que era um bom aliado em tempos de outrora onde vivíamos nos esfolando em brincadeiras nas ruas e não havia computadores nas nossas casas.

Gibi Almanaque Disney número 278
Setembro de 1994