Frutilly (1995)

Cebolinha 97 R$1,20 jan 95

Uma propaganda de um produto que me traz boas lembranças.

O Frutilly sempre foi um dos picolés mais baratinhos da Kibon. Ele era a minha solução nos dias quentes em que meu poder aquisitivo estava em níveis precários.

Não era um desses sorvetes atuais metidos a besta, que se chamam “gelato” e custam 11 reais. Era tão somente bons 50 centavos investidos na padaria da rua.

Gostava até desse mascote que não sei se é um  fantasma, ou um chantili ou outra coisa (não sei nem o nome dele). Hoje ele ocupa um lugar honroso no cemitério dos mascotes junto com o Bocão da Royal e o Chester Cheetah do Cheetos.

Publicado em Cebolinha número 97- Janeiro de 1995- R$1,20

Frutillly Chocolate (1995)

Frutilly

Uma propaganda daquele que nunca foi o “filho bonito” da Kibon.

Longe do prestígio de clássicos como Eskibon e Chicabon, o Frutilly era uma das opções mais baratinhas para tomar um picolé e gastar menos de 1 real (isso lá pelos anos 1990).  E o melhor de tudo, ainda sobrava uns 3 ou 4 reais para alugar uma fita de Mega Drive na locadora e, é claro, comprar um gibi!

Podia não ser um maravilhoso gelato italiano, mas até que quebrava um galho em dias quentes do verão…

Publicado em Chico Bento número 226- Setembro de 1995- Preço da edição R$1,00

Escovas Oral B (1995)

Image

Uma escova dessas + Tandy (Morango e/ou Uva) = Mais escovadas do que refeições feitas por dia!

P.S = Quem nunca “comeu” um pouquinho de Tandy que atire o 1º tubo de pasta de dente!

Publicado em Pato Donald 2051 – R$ 1,00 – Jan/95

Ioiô Nut Crem (1995)

Ioiô Nut Crem

Em 1995 quem não tinha Nutella, caçava com Ioiô Nut Crem.

Nos dias atuais provavelmente 95% das pessoas escolhem Nutella como o melhor creme de avelãs do mercado, mas até que o humilde Ioiô Nut Crem resiste bravamente nas prateleiras de supermercado.

Às vezes é bom ir contra a corrente e torcer por uma minoria! Avante Ioiô Nut Crem!!!Publicado em Magali número 159- Julho de 1995- Preço da edição R$1,00

Kinder Ovo (1995)

 

Quando lançado em 1994 o Kinder Ovo foi um grande sucesso entre as crianças com a combinação “chocolate-brinquedo-surpresa”.

O chocolate em si tinha muita gente que amava e muita gente que odiava. Era um sabor diferente do que nossos paladares estavam acostumados. Mas o grande diferencial mesmo era o brinquedo surpresa e as coleções.

Saudades das coleções de duendes, leõezinhos, navios de miniatura, tartarugas, hipopótamos, fantasminhas, etc, etc, etc.

Publicado em Cebolinha número 108- Dezembro de 1995- Preço da edição R$1,50

Smarties (1995)

Um dos produtos da Nestlé mais obscuros no Brasil. Alguém se lembra dele?

Lançado em 1995, os confeitos de chocolate da Nestlé duraram pouco tempo nas prateleiras nacionais (acho que um ou dois anos). O líder da categoria era o Confeti da Lacta e não sei se o produto era importado ou se o problema foi que não caiu mesmo no gosto tupiniquim.

Segundo o site Mundo das Marcas, o Smarties ainda está presente em 90 países. Mas no Brasil necas…(e olha que ainda nem existia M & M´s no país)

Publicado em Magali número 159- Junho de 1995- Preço da Edição R$1,00

Revista Ação Games (1995)

Você se lembra onde aprendíamos a dar um Fatality no Mortal Kombat? Lembra como você descobriu que existia um seletor de fases no Sonic 2 de Mega Drive?

É, meu amigo… a única alternativa era comprar uma revista de games nas bancas. Sem internet, era assim que conseguíamos “debulhar” um jogo, usar truques ou aprender golpes novos.

Me lembro bem da Super Game Power (fusão das revistas Super Game e Game Power) e a Ação Games. Eram mesmo as melhores.

Reparem nos jogos em destaque nas capas do anúncio: Ecco The Dolphin 2, Jurassic Park 2, Illusion of Gaia para SNES, Super Street Fighter 2, e a promoção que daria um Sega CD.

Fiz minha mãe pagar 12 prestações de R$ 50,00 por um Sega CD em 1995 (hoje seria algo em torno de R$ 1.500,00) para jogar exclusivamente Sonic CD, já que era quase impossível de se achar jogos para comprar… Acho que hoje a raiva dela já passou… rsrs

Bons tempos, bons tempos.

Publicado em Superaventuras Marvel 154 – Ed. Abril, Abril de 1995 – R$ 1,60