Menina Flor (1988)

menina-flor2

Que as novelas são um prato cheio para merchandising, isso ninguém nega. Mas eu achei que isso fosse coisa moderna. Como nunca assisti uma novela (exceto Carrossel, a original de 1991), nunca pensei que pudesse existir merchandising infantil… em 1988!

“A boneca que conquistou o Brasil na novela Mandala.”

E pensar que a minha esposa tinha uma boneca dessa guardada em sua casa na época de solteira… Não resistiu à mudança. Eu a via na prateleira de bonecas de infância dela e não imaginava que fosse do fim dos anos 80.

Alguém lembra da novela Mandala? E da aparição da boneca nela? Compartilhem suas experiências com a gente!

Publicado em Cascão n. 31 (Editora Globo) – Março de 1988

Anúncios

Coleção Moranguinho Nenê Estrela (1987)

Coleção Moranguinho Nenê Estrela

Não importa se você tinha a Moranguinho Nenê ou a Limãozinho Nenê ou a Bananinha Nenê ou a Pesseguinho Nenê ou a Cerejinha Nenê ou a Uvinha Nenê. Se você foi um nenê nos anos 1980, você foi um nenê feliz!

♪… A Estrela estrelando, brincando com a gente e a gente brincando feliz!…♫

Publicado em Pato Donald número 1787- Maio de 1987

Papinha/ Fogo Cruzado da Estrela (1975)

ze carioca numero 1257- Cr$2,00- dez 75

Taí uma propaganda que provavelmente nunca iremos ver.

Que publicitário em sã consciência colocaria a mensagem “Peça para o Papai Noel”?  A mocidade serelepe dos dias atuais é mais pra frentex e deixou de alimentar a ilusão de tempos mais ingênuos.

Mas uma propaganda dessas em 1975 até que arrebentava a boca do balão!

Publicado em Zé Carioca número 1257- Dezembro de 1975-  Cr$2,00

PS: Dessa vez o anunciante apelou demais. Ao invés do clássico “Peça para a mamãe”, ele colocou “Peça para a mamãe, o papai, a vovó, o titio”. Haja desespero!

Boneca Lu Esquiadora (1989)

Lu Esquiadora Meplastic (1989)
Lu Esquiadora Meplastic (1989)

Na década de 80, a Meplastic sacou o sucesso da boneca Lu Patinadora (quem não lembra do jingle La, Le, Li, Lo, Lu, Pa-ti-na-do-ra…) e engatou mais um produto da série, a boneca Lu Esquiadora! A primeira foi um sucesso, já a segunda só lembrei que um dia existiu por causa deste anúncio. Como sempre, vale reparar na clássica frase “peça pra mamãe”. Quanta criatividade!

Publicado em Luluzinha número 184 – 1989 – Preço da edição NCz$ 2,00

——————

Texto:

Lú Esquiadora
Um sonho de boneca
Chegou a Lú Esquiadora. Com ela, você vai sentir todas as emoções de dar um passeio na neve. Ela já vem com esquis, gorrinho e óculos de sol. Peça hoje mesmo prá mamãe este sonho de boneca. Meplastic.

Mônica da Mimo (1986)

Mônica da Mimo (1986)
Mônica da Mimo (1986)

Essa boneca, ou melhor, coleção de Mônicas, fez o maior sucesso entre as meninas na época. A qualidade era muito acima do padrão, principalmente as roupinhas. A que vinha com capa de chuva transparente era o máximo! E a com uniforme escolar e bolsinha? Era difícil escolher a preferida. Só não curtia a Mônica com roupa e boné de moleque. Mas nem adiantava sonhar, porque eu herdei uma Mônica dos anos 60 ou 70 de quando minha tia era criança e pronto. Pra quê mais uma?

E o que dizer deste logotipo da Mimo!? Demais 🙂 Será que esta empresa ainda existe?

Publicado em Almanaque da Turma da Mônica número 31 – novembro 1986 – Preço da edição Cz$ 7,00

——————

Texto:

Leve a Mônica da Mimo.
Esta boneca não está no gibi.

A Mônica da Mimo está querendo um colinho seu. Tem a Mônica Alegre, a Sonhadora, a Sapeca e a Bravinha, cada uma com uma roupinha diferente. Vai ser o maior barato brincar com uma delas. Ou com todas.

 

Joias H.Stern – Linha Barbie (1993)

Joias H.Stern - Linha Barbie

Nunca tinha visto essa propaganda da Barbie antes. Claro, não é uma propaganda da boneca, e sim de joias em ouro 18k.

Confesso que, ao menos para mim, foi um apelo bem materialista. A menina loirinha do anúncio (linda, por sinal) parece a Maria Joaquina da primeira versão de Carrossel, lembram? Ao menos o olhar de metidinha é o mesmo!

O apelo também é bem interessante. Muito se fala que a Barbie dita certos padrões de beleza que soam utópicos para a maioria das mulheres. Nesse caso, além de uma menininha que se parece com esse padrão, há o incentivo para que o estilo de vida luxuoso e materialista também seja seguido.

Creio que a única mulher até hoje que tenha conseguido as duas coisas seja a Paris Hilton. Mas em compensação, o conteúdo… Até nisso se assemelha com a Barbie, que também não tinha nada na cabeça! rs

Publicado em Magali 112 – Ed. Globo – Set/1993 – Cr$ 80,00