Muki Decalques de brinde (1973)

muki-toons-decalques

O achocolatado Muki era feito pela Kibon. Provavelmente eles deviam ter uma propaganda que falava que tomar leite com Muki deixava as crianças fortes, porque os meninos da minha classe viviam falando que tinham muque (ie. músculo, flexão de músculo, bíceps), fazendo aquela típica demonstração com os braços a la Popeye.

De qualquer maneira, para estimular os pais a comprarem 2 vidros de Muki de uma vez (sim, a embalagem era de vidro naquela época), fizeram uma promoção que dava decalques de brinde.

Decalques eram uma mania. O modelo antigo precisava de água quente para a imagem se soltar. Este, mais moderno, vinha até com a explicação no gibi. Bastava passar o lápis por cima do acetato que o desenho se fixava no papel.

E nesse brinde ainda vinha o cenário, para colocar onde quisesse os personagens na historinha.

Bons tempos!

Publicado em Pato Donald, no. 1132, ano 1973, Cr$ 0,80

Anúncios

Nescau – Bolas Grátis (1966)

Pato Donald 766_QP_32

Juntar rótulos e enviar por carta para trocar por prêmios! Quem nunca? Nas décadas de 80 e 90 isso era muito comum (este que vos escreve fazia isso com toda promoção que encontrava) mas pelo jeito a prática vem de décadas antes!

Nescau sempre foi um dos campeões nesse tipo de promoção. Bora juntar 10 rótulos?

Publicado em Pato Donald 766 – 12/07/1966 – Cr$ 150

Bambi 3D e Chocolates Nestlé

Quem se lembra destes óculos 3D, a maior sensação tecnológica dos anos 80?

Naquela época eram chamados pelo nome completo: Terceira Dimensão.

A Nestlé e a Disney pegaram carona na moda e distribuíram como brindes dos chocolates livrinhos com as historinhas.

Muito marcante para quem viveu!

(sem nome e ano da publicação do gibi)

 

Transfer para camiseta (1980)

transfer-camiseta-gibi-disney-1980

Quem se lembra destes transfers para aplicar em camisetas brancas tipo Hering usando ferro quente? Nos anos 80 estava na moda e era uma tecnologia super avançada. Em cidades turísticas, existiam lojas onde você escolhia os desenhos de transfers em pastas com todas as opções e no verso podia escrever seu nome. A Editora Abril pegou carona na onda e dava de brinde aos leitores super transferes do Pato Donald (Quacmania) e do Zé Carioca (Surfemania) para aplicar em casa.

Texto do anúncio:
Pato Donald e Zé Carioca, alegria que não acaba mais
Leia as revistas Pato Donald e Zé Carioca; em qualquer hora e lugar. As histórias são bonitas, dinâmicas, super-divertidas. Do jeito que você mais gosta. Agora tem mais páginas, mais quadrinhos e muito mais alegria. Então leia, leia sim.
GRÁTIS! Transferíveis gigantes para colorir suas camisetas.
Numa semana sai o Pato; e na outra sai o Zé. Nas bancas.

Publicado em Tio Patinhas número 174 – 1980 – Preço da Edição Cr$ 20,00

Nescau (1973)

Nescau

Havia um tempo onde as coisas eram mais simples (e, consequentemente os brindes também).

Havia um tempo em que alguns produtos tinham mais sabor (e, consequentemente a vida também). Assim era o Brasil no início dos anos 70.

Publicado em Almanaque Disney nº 26- Julho de 1973 – Cr$ 2,50
Texto e imagem fornecidos pelo amigo Silvio Elizei.

O Achocolatado mais moderno, arrojado e sem idade!!!

Image

De qual achocolatado estarei falando?!?!?!?

Não há nada igual aos brindes de antigamente!!

Qual era o grande brinde que um achocolatado moderno, arrojado e sem idade poderia oferecer aos seus consumidores?
Nada de um milhão de reais!!
O que “pegava” nessa época é vasculhar a embalagem em busca de um vale brinde de um relógio de OURO (que vale mais do que dinheiro, certo?!)

Enviado pelo nosso fiel leitor Marco Antônio Silva.