Nescau (1973)

Nescau

Havia um tempo onde as coisas eram mais simples (e, consequentemente os brindes também).

Havia um tempo em que alguns produtos tinham mais sabor (e, consequentemente a vida também). Assim era o Brasil no início dos anos 70.

Publicado em Almanaque Disney nº 26- Julho de 1973 – Cr$ 2,50
Texto e imagem fornecidos pelo amigo Silvio Elizei.

Chokito (1982)

cho 

Leite condensado, caramelizado, com flocos crocantes…
Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial…
Eu quero ver pipoca pular! Pipoca com guaraná!!!
O elefante é fã de Parmalat! O porco cor de rosa e o macaco também são… “Tomô?!”
… bala de leite Kids!!! A melhor bala que há!!!
E é assim que um produto deixa a prateleira e entra nos nossos corações!!!

Publicado em Zé Carioca 1593 – Cr$ 50 – /82

Prestígio (1971)

Pres

Como será que inventam um chocolate?!

Será que o inventor simplesmente grita “EUREKA” e tudo se resolve?!
Será que o inventor simplesmente sonha com os ingredientes?!
Será que o inventor é preso num calabouço e só é solto diante da seguinte condição = Inventar o chocolate predileto do Seu João?!!?
P.S = Seu João igual meu pai!!

Publicado em Pato Donald 1016 – Cr$ 0,50 – Abr/71

Galak (1967)

Galak

Era uma vez uma época em que existia um tal Galak com frutas cristalizadas e feito com o puro leite Nestlé.

O Galak tradicional está aí até hoje nas prateleiras dos supermercados, mas convenhamos que sem tanta glória como nos dias de outrora. O Galak com frutas cristalizadas, provavelmente, nunca emplacou e entrou em extinção há muito, muito tempo.

Alguém chegou a experimentar essa iguaria digamos… exótica?

Publicado em Tio Patinhas número 27 – Outubro 1967- Preço da edição NCr$0,60

O chocolate fofinho da Nestlé! (ou NÓS VENCEMOS!!) (1986)

Image

Um dos chocolates mais queridos do Brasil e que voltou graças às manifestações de muitos nostálgicos de plantão!
Quando eu vejo ele por aí a venda nos mercados e padarias o pensamento que vem no fundo da cabeça é “NÓS VENCEMOS!!!”
Para os entendidos de plantão = Existe diferença entre o Lollo e o Milkybar ou é tudo psicológico?!!?
Depois de ingerir nove barrinhas seguidas (em nome dos velhos tempos) eu “quase” formei minha opinião! Mais algumas caixinhas e podemos debater um pouco mais (em nome dos velhos tempos)!!

Publicado em Mônica 194 – Cz$ 7,00 – Jun/86

Prestígio com côco de verdade (1971)

propaganda-chocolate-prestigio-1971

Propaganda curta e direta, afinal os poucos e bons ingredientes do produto permitiam! Hoje em dia o slogan precisou mudar para “Um verdadeiro clássico NESTLÉ® que todo mundo adora. Delicioso bombom recheado com coco”. Cadê o chocolate que estava aqui e trocaram por gordura vegetal?

Detalhe para a fonte usada – o S, que parece um Z ao contrário, era o mesmo do logotipo da Nestlé.

Publicado em Zé Carioca número 1021 – Junho 1971 – Preço da  edição Cr$ 0,50

——————

Texto:

PRESTÍGIO

O único com recheio de puro côco natural coberto com o delicioso chocolate Nestlé.

Nestlé faz o melhor chocolate.

Galak (1970)

galak

Podem me chamar de conservador, retrógrado, ultrapassado ou qualquer coisa do gênero, mas sinto falta da ingenuidade de uma propaganda como essa.

Ah… as crianças correndo ao lado de vaquinhas, a menina tapando os olhos do garoto, as expressões felizes em tempos pré-computadores… Epa… Peraí… será que virei um boco-moco?

Alguém chegou a conhecer o Galak com essa embalagem? Achei a embalagem uma brasa!!!

O anúncio é singelo e bonito, só que convenhamos… um galak com frutas cristalizadas deve ser ruim a beça!!! Daí não tem nostalgia que resista…hehehe

Publicado em Mickey número 208- Fevereiro de 1970- Preço da edição NCr$0,80