Guaraná Champagne Antarctica (1963)

Mais uma contribuição genial do Victor235. Cá entre nós, amamos as propagandas que eram veiculadas em forma de história. E sempre com algo a ensinar. Dessa vez, sobre o peixe Poraquê.

O peixe elétrico acendeu uma lâmpada de ideia luminosa na mente das crianças: Tomar um Guaraná Champagne (alguém mais tem saudade desse nome?)

Publicado em Zé Carioca 631 – 10 de dezembro de 1963 – Cr$ 50,00

_Propaganda Guaraná

Guaraná Champagne Antarctica (1962)

image_1

Posso estar ficando muito velho, mas sinto falta do “champagne” no nome do Guaraná Antarctica.

Em 1962, o Guaraná Antarctica ainda não era a energia que contagia, não patrocinava a Seleção Brasileira ou tampouco Pelé, não fazia parte de um conglomerado global e colossal e era somente o refrigerante champagne para beber em um jantar familiar.

Provavelmente nos dias atuais ninguém verá mais uma propaganda com os dizeres “o shampoo da família brasileira” ou “o smartphone da família brasileira”.  Os tempos são outros e nos tornamos mais individualistas com o ônus e o bônus que isto representa.

O guaraná ainda existe firme e forte, mas parece que a “brasa” agora é outra. Mora?

Publicado em O Pato Donald apresenta Zé Carioca número 579- Dezembro de 1962- Preço da edição Cr$30,00