Lápis de cor aquarelável Faber- Castell (1997)

 

iPad? Smartphone? Playstation 3? Tablet? Que nada… meu sonho de consumo era ter uma caixa desses lápis de cor aquareláveis de 36 unidades.

Infelizmente só tive as caixas com 12 e 24 lápis de cor. Eles sempre apareciam naquele “pacotão” de início de ano em que os pais compram de uma só vez o material escolar para o ano inteiro: 5 canetas azul bic, 4 lápis preto n°2, 2 borrachas brancas, 1 borracha colorida (metade vermelha, metade azul), 1 cola Tenaz (ou Pritt), 8 cadernos, plástico para os cadernos, plástico para forrar a carteira, régua de acrílico, etc, etc, etc…

Não podia reclamar da caixa com “apenas” 12 lápis de cor. Afinal de contas acho que boa parte do décimo-terceiro dos meus pais iam embora com o presente de natal e o material escolar do início do ano. (fora os livros didáticos que eram outra facada para os bolsos deles)

Talvez as tais 36 cores eram uma extravagância apenas para as famílias mais abastadas. Não era o meu caso…

Publicado em Chico Bento número 283- Novembro de 1997- Preço da edição R$1,40

DinOvo (1998)

chicletes DinOvo

Chiclete em formado de ovo colorido de dinossauro? Nos dias atuais um produto desses talvez fosse até ridicularizado.

Era um dos meus preferidos. Infelizmente também foi um dos responsáveis por muitas idas ao dentista.

Um anúncio do tempo em que o Trident não dominava o mercado de chicletes.

Publicado em Chico Bento número 302- Agosto de 1998- Preço da edição R$1,40

Melhores Histórias Disney escolhidas por Mariane (1990)


Não é bem uma propaganda de um produto, mas vale a lembrança.

Em 1990, a Mariane era a apresentadora infantil loira do SBT. Na época esse era um dos “produtos” com maior cotação do mercado. A Globo tinha a Xuxa e a Manchete tinha a Angélica, porém no SBT faltava água oxigenada.

Silvio Santos não devia estar muito satisfeito com a Mara Maravilha, a Simony e o Sérgio Mallandro. (ainda passava o Bozo em 1990??). Para resolver o problema, o homem do baú apostou em uma adolescente de 16 anos chamada Mariane.

Ela ficou pouco tempo na emissora (acredito que entre 1989 até 1991). Talvez muitos não conheçam a Mariane e seus quase esquecidos programas infantis, mas até que ela deixou sua marca para alguns “baixinhos” no início dos anos 1990.

Publicado em Tio Patinhas número 302- Julho de 1990

Festival de Prêmios Estrela (1991)

Quem se lembra?
Quem raspou?
Quem ganhou?

Teste de fim de feriado!!
Quem consegue identificar todos os brinquedos na imagem do anúncio?!?!!Eu consegui oito!!
Publicado no Gibizinho do Anjinho 1 – Cr$ 80, 00 – Out/91

Chamyto (1996)

Depois de uma tarde inteira jogando bola nada melhor do que um delicioso e “vitaminoso” probiótico cheio de lactobacilos vivos para matar a sede! (Ainda bem que não trabalho criando propagandas. O mundo marketing agradece!!)

Chamyto é a opção da Nestlé para concorrer com o probiótico mais famoso do mundo!

(aquele lá que antigamente era vendido de porta em porta por vendedoras com seus carrinhos e que contém uns bichinhos chamados Casei Shirota).
Tava aqui pensando… nós (acho que a grande maioria por aqui) testemunhamos a criação e a consolidação desse produto no mercado!
Sabem o que isso significa, certo?
Significa que nascemos, crescemos e nos divertimos nas melhores décadas que já existiram!!
Em honra a elas, brindarei com um saboroso probiótico do geninho!
Afinal, faz bem gostar de Chamyto!!
Publicado em Cascão 251 – R$ 1,30 – Ago/ 96

Mini-game Tec Toy do Chaves (1992)

 Mini-game Tec Toy do Chaves
Mini-game Tec Toy do Chaves

Não me lembro de muitos produtos do Chaves. Puxando pela memória recordo do óculos-canudinho, o disco e o gibi do Chaves.
Mesmo assim Roberto Gomes Bolaños também faturou alguns cruzeiros ou cruzados em terras tupiniquins. Mas até que é justo gastar uma grana para quem nos fez conhecer o refresco de tamarindo e um lugar no mapa chamado Acapulco.

A única coisa que não gostei no mini-game da propaganda é o desafio para o Chavinho. Enfrentar caranguejos pulando de barco em barco? Que diabos é isso?? Tomara que ao menos o menino do barril ganhe um sanduíche de presunto no final do jogo.

Publicado em Cebolinha número 72- Dezembro de 1992- Preço da edição Cr$8.500,00

Chocolate Turma da Mônica (1995)

Chocolate Turma da Mônica

O produto já foi registrado aqui, mas a nostalgia é tão grande que vale a pena publicar uma outra propaganda desse chocolate que marcou época.

Qual será o critério de uma empresa para tirar um produto de circulação? Vendas? Logística? Ou pura maldade?

Hoje em dia o chocolate Turma da Mônica está no cemitério das guloseimas ao lado do Lollo, Kri, Surpresa. Mini-chiclets, Dulcora, Azedinho Doce, biscoito Monstrinho Crek, Ping Pong, Ploc, Zambinos, etc, etc, etc…Publicado em Chico Bento número 219- Junho de 1995